Fotógrafo Analógico #1: Fabrício Finardi (SC)

Em Dezembro de 2017 fiz uma chamada para fotógrafos analógicos enviarem seus materiais para divulgar no meu Blog. O Fabrício foi um dos fotógrafos que me enviou, e inauguro a seção com um depoimento dele sobre como começou a fotografar com filme, além de algumas fotos suas bem legais! Espero que gostem!

 

Para participar também, basta enviar um e-mail para caio.abril@gmail.com com até 15 fotografias feitas por você usando filme (qualquer formato), respondendo algumas perguntinhas (sugestão). A temática e livre, e o espaço também! Fique à vontade :)

1. Fale um pouco sobre você, como começou a fotografar com filme, e porque curte usar filme.

2. Sobre o que se tratam as fotografias? Desde quando você está fotografando o tema?

3. Que tipo de foto você mais gosta de fazer com filme?

4. Quais são as tuas máquinas/lentes preferidas?

5. Quais são os filmes preferidos (cor/pb/marcas/modelos)?

6. Pode incluir também links do teu site/instagram e falar um pouquinho do que você curte mais postar?

 

--

 

Bom dia, Caio!

 

Meu nome é Fabrício Finardi, sou de Florianópolis - SC. Estudei História na UFSC, me formei no curso técnico de Cozinha do IFSC, mas larguei essas áreas pra fazer algo que realmente me move.

 

 

Já tinha tido contato com fotografia analógica muitos anos atrás quando ganhei uma Holga 120 CFN, mas acabei não levando adiante pela dificuldade em encontrar filmes 120 em Florianópolis.

 

No final do ano passado uma amiga me contou que tinha uma câmera de filme parada em casa e acabei resgatando a mesma. Uma Canon EOS 3000n que acabou despertando novamente meu interesse por fotografia. Convidei amigxs pra fazer fotos e acabei fazendo quase 50 ensaios em um ano. Fiz um casamento, tive meu trabalho publicado em duas revistas e agora estou esperando a segunda chamada do curso de Artes Visuais na Universidade Estadual de Santa Catarina.

 

 

Sempre me interessei por fotografia. Tive algumas digitais mas sentia que o processo em si não me satisfazia. Cruzei com estudantes de cinema alemães no Chile e eles carregavam apenas uma Canon AE-1 com uma sacola de filmes. Meses depois me mandaram as fotos que fizeram do nosso encontro e percebi que precisava mudar de formato.

 

Num tempo de relações e sentimentos tão líquidos, a fotografia analógica caminha na contramão disso. Cristalizar uma fração de segundo em um filme é terapêutico pra mim. Reafirma o lado concreto das coisas e dos momentos. Me ensina a lidar com a ansiedade de ver os momentos que registrei e vivi. Mas principalmente me mostra que vivenciar o momento é sempre infinitamente mais importante que qualquer registro que se possa fazer disso.

 

 

Tô trabalhando atualmente com uma Nikon F3 com lentes 35mm F2 e 85mm F2. A Canon EOS 3000n continua aqui agora com uma 50mm F1.8 e uma 85mm F1.8. São ótimos equipamentos, mas acho que no fim é o sentimento que colocamos em cada foto que realmente atrai o olhar das pessoas ou não.

 

 

Gosto muito do Ilford HP5 400 e do Kodak Tri-X 400, mas acho que qualquer filme pode render ótimos resultados.

 

Sempre gostei muito de fotografar paisagens, mas por alguma força do destino quase todo meu trabalho com fotografia é baseado em retratos de amigos e desconhecidos. Acho que ser pago pra olhar de verdade pra pessoas e tentar registrar detalhes e expressões que ninguém nunca tinha reparado é um trabalho incrível. Gosto muito de fotografia de rua, mas ainda engatinho nessa área. Espero que esse ano possa me dedicar mais aos desconhecidos.

 

 

Nunca planejei fotografar ensaios nus. Acho que o projeto é resultado da onda conservadora que quer censurar os corpos em todos os espaços possíveis e do sentimento que isso tem causado nas pessoas. O corpo é a única coisa que realmente nos pertence e sinto que cada vez mais tentamos reafirmar isso utilizando as ferramentas disponíveis. Em algum momento pensei que o projeto deveria se chamar "we are wild animals", imaginando que os ensaios tinham essa capacidade de nos conectar com a natureza selvagem dos nossos corpos e nos reaproximar de um lugar que foi nossa casa durante tanto tempo.

 

Parabéns pela iniciativa e grande abraço!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

--

Envie seu Portfólio! Entra em contato!

www.fotocp.com

 

Fotografias de Fabrício Finardi - Todos os modelos e o autor liberaram o uso das imagens exclusivamente para este post.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Web Design por © Caio de Carvalho ProencaTodos os direitos reservados.
| Serviços | Sobre | AmostrasContato | Cursos |
Este site é melhor visualizado em formato Desktop.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon